quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Wanessa nomeada embaixadora da Boa Vontade pela UNAIDS, agência da da ONU durante celebrações de 1º de dezembro em Brasília.





Wanessa agora é parte do time de celebridades comprometidas com as ações do UNAIDS na resposta ao HIV e à discriminação: Mateus Solano, David Luiz, Victoria Beckham, Annie Lennox, Naomi Watts, a princesa Stéphanie de Mônaco, e outros.

Na data mundial da luta contra o HIV, no Museu Nacional de Brasília, a cantora declarou: "Estou muito feliz e, ao mesmo tempo, com a responsabilidade de fazer alguma diferença. Já perdi fãs por causa das complicações da doença. Um deles não era homossexual, se contaminou por seringa, não se tratou e morreu rápido. Não sei o motivo, mas muitas pessoas me contam sobre a infecção em segredo", disse.

A ONU escolheu Wanessa pela quantidade de fãs entre o público jovem e principalmente entre a população LGBT, grupo em que a epidemia voltou a crescer: "Ela tem um papel importante pela influência nas redes sociais e também alcança amplamente o público de homens gays e trans", diz Daniel de Castro, assessor da Unaids.

Somos todos iguais. As pessoas têm uma ideia de que artista é intocável e que nada vai acontecer conosco. É uma luta difícil porque existe a discriminação. Parece que estamos vivendo a década de 80 quando a doença foi descoberta. O preconceito é muito forte. Fico feliz quando uma pessoa conta que é soropositivo porque divide um momento da vida dela comigo.”


Vou divulgar este trabalho através das redes sociais, eventos etc. Tenho acesso incrível que se chama show. Passo informação sobre a doença, as precauções e como fazer o teste. O preconceito afasta as pessoas do tratamento.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário