Broadway Week





A edição 2012 da Broadway Week acontece entre os dias 4 e 16 de setembro e é uma parceria entre a Broadway League, o canal 4 NBC New York , o jornal New York Times e a NYC Company, organização oficial de marketing, turismo e parcerias de Nova York
O programa oferece ingressos "dois por um" para 19 dos mais renomados shows da Broadway. 
Comprando ingressos para um musical, o espectador tem direito a mais um ingresso para outra peça, incentivando o público a ir à Broadway. "A promoção de ingressos '2 por 1' é a melhor maneira de fazer crescer o número de entusiastas da Broadway e dar aos fãs uma razão para encher nossos teatros e desfrutar de algumas das melhores zonas de entretenimento do mundo", contou George Fertitta, CEO da NYC & Company.
Entre os musicais que fazem parte da promoção estão "Wicked", "O Rei Leão", "O Fantasma da Ópera", "Jersey Boys", "Spider-Man: Turn Off the Dark", "Nice Work If You Can Get It", "Mamma Mia" e "Newsies and The War Horse". alt

Para reservas as entradas e saber a programação completa, acesse: www.nycgo.com/broadwayweek






As homenagens vão durar uma vida toda, tal qual Elvis Presley. Prince Michael, Paris e Blanket, filhos de Michael Jackson, participaram da celebração em torno dos 54 anos do nascimento do pai, na noite de quarta-feira. 
Na casa onde MJ passou a infância, em Gary, Indiana. No encontro, milhares de fãs, que dançaram músicas do cantor e empilharam cartas, flores e fotos em sua homenagem. 
A celebração “Going Back to Indiana”, vai até sábado e conta com um jogo de beisebol e show em tributo ao rei do pop. Paris no seu Instagram, mostra seu carinho ao pai. Ela publicou uma montagem em que aparece ao lado de um Michael ainda novinho “Feliz aniversário papai. Eu te amo de todo o meu coração, para sempre”, escreveu.






Do casamento de Dôra Lopes e João Jorge Amado, marcado para o dia 28 de novembro. Os dois moram juntos há anos, mas resolveram oficializar a história de amor. O convite é uma obra de arte. 
Desenho assinado por Paloma Picasso, irmã do noivo, traz Netuno abraçado a Iemanjá. A cerimônia acontece a bordo de um navio num cruzeiro que parte de Veneza, na Itália, para o Brasil, três dias depois do aniversário do navegante João Jorge.


Mais uma vez no centro da polêica, desta vez por ter agredido o seu motorista por não estacionar onde o monarca pretendia.
Juan Carlos chegava na Direção Geral de Viação, em Madrid, onde à sua espera estava o ministro do Interior, Jorge Fernández Diaz, assim como a imprensa espanhola, que acabou por captar o momento. No vídeo divulgado, é visível a discussão de Juan Carlos com o condutor, bem como a agressão com um soco.
 








Em seu novo espaço de vendas, no Shopping Cidade Jardim, dentro da loja da estilista Isabella Giobbi. 
Nessa quarta-feira (29/08) recebeu clientes e amigos ao lado do marido, Ernani Judice e do pai, Olavo Monteiro de Carvalho (ambos nas fotos). 
Amaram as caveirinhas assinadas por Julia. 



Por la: Daniela Cutait, Ana Cury, Bia Rosa, Melanie Bittencourt, Adriana Cerqueira Leite, Maicon Montoro e Vania de Melo, Luci Le Hohagen e outros.






Só fashionistas na porta da do Shopping Cidade Jardim nesta segunda-feira (dia 3). ELA, figura icônica do little fashion world. Assinou 150 exemplares de seu livro Irreverent. Nas quase 400 páginas, resumo da carreira da parisiense filha de mãe francesa e pai russo. Foi descoberta como modelo aos 18 anos, atua como stylist. Com Mario Testino, integrou o time da Elle francesa e foi consultora de Tom Ford, durante sua temporada na Gucci. Comandou a Vogue Paris, e moldou a Vogue ao seu modo: "Eu só tenho um feeling sobre o que é exciting. Tudo vem simplesmente de feeling. Então eu não sei (…) eu acho que talvez tenha um talento”, declarou...  
Na era pós Vogue, Carine ganhou vitrines da Barney´s em uma campanha estrelada só por amigos da editrix e, em setembro, ganhou bancas e livrarias mundo afora na forma da revista CR Fashion Book. Semestral, a publicação - da mesma editora dahypada Visionaire. Com profissionais renomados e novos talentos, trabalhando em torno de um único tema. 
Com 288 páginas e tiragem de 50 mil exemplares, o número 1 custará cerca de US$ 9,95. A revista faz seu lançamento durante a Semana de Moda de Nova York. Carine apoiou por aqui o herdeiro, Vladimir, que inaugura, também no megacomplexo do Morumbi, uma exposição do artista plástico Nicolas Pol. 
Após tarde de autógrafos do livro Irreverent no Shopping Cidade Jardim, Carine Roitfeld foi recebida por Mariana e Zeco Auriemo para um jantar no Jardim América.






O laudo oficial de morte de Sage Stallone, assinado pelo médico lesgista de Los Angeles após a conclusão da autópsia e dos exames toxicológicos, confirma: Sage Stallone, filho do astro do cinema de ação Sylvester Stallone (66), morreu devido a uma parada cardíaca.
O documento, divulgado na quinta-feira, 30, informa que Sage sofreu aterosclerose nas artérias coronarianas, tipo de lesão que pode causar a parada dos batimentos cardíacos. Sage, morto no mês passado com apenas 36 anos de idade, não teve nenhum tipo de substância ilícita em seu corpo, apenas uma quantidade inofensiva de hidrocodona, analgésico também conhecido como Vicodin. 
Amigos próximos a Sage revelaram que ele foi diagnosticado com sopro no coração quanto tinha 10 anos e ultimamente, não estava cuidando bem de sua saúde, se alimentava mal, bebia refrigerantes e fumava cigarros. 




Ela continua chic, linda e curtindo Paris, radicada por lá há 40 anos, desde que se casou com o barão francês Gérard de Waldner, primo do banqueiro David de Rothschild. A baronesa Sylvia Amélia de Waldner, é neta do grande sanitarista Carlos Chagas, descobridor da doença de Chagas. A escolhida chairwoman da décima edição do jantar de gala da ONG Brazil Foundation, no dia 19, em Nova York.Não vou a Nova York há pelo menos 15 anos, mas não tive como recusar o convite. Trabalhei durante muito anos na Unesco pelas crianças carentes do Brasil”, diz Sylvia.
Musa de Yves Saint Laurent, Valentino e Givenchy, ficou conhecida no soçaite carioca pelo apelido de “pantera”, dado pelo colunista Ibrahim Sued nos anos 70 em referência à sua beleza arrebatadora. Decidiu e colocou o “basta” na especulação de que teria sido a musa inspiradora de Roberto Carlos no hit ‘Detalhes’, que, segundo o biógrafo Paulo César de Araújo, o cantor teria composto para conquistá-la. “Nunca fomos nem amigos. Seria uma honra, mas só o conheço como fã e ouvinte”.





Após 16 anos vivendo entre a França e Alemanha, a querida amiga e cantora lírica brasileira  volta a se apresentar em São Paulo. 
Acompanhada pelo maestro e pianista Joaquim Paulo do Espírito Santo. Ela é conceituadíssima lá fora e obteve o diploma na área, Konzertexamen, na Universidade de Música Robert Schumann, na Alemanha. Foi lá que ela iniciou sua carreira com a Ópera de Gluck, Orfeo ed Euridice, no Teatro Tonhalle de Düsseldorf. Em Paris, foi titular no Coro da Ópera Bastilha, onde participou de várias montagens, destacando-se numa versão de Madame Buterfly, de Puccini. Na Bélgica,  finalista de um dos mais importantes concursos internacionais de canto lírico: o Concurso Internacional de Verviers e apresentou-se com a orquestra de Achen.





A inesperada morte de Diana Spencer, princesa Diana, completa 15 anos nesta sexta-feira. Todos os locais que marcaram sua história são palco ainda, de manifestações por parte dos admiradores, que a nomearam a ‘princesa do povo’. Todos sabem que a fonte construída em homenagem à princesa no Hyde Park, na capital inglesa, o local é um ponto que as pessoas se lembram por toda a vida. E acreditem, todos se lembram onde estavam e o que faziam quando souberam (do ocorrido), como o 11 de setembro. Outro destino procurados é o túnel onde ela sofreu o acidente de carro que resultou em sua morte, em Paris, em 31 de agosto de 1997. Nesta sexta-feira, turistas têm feito preces no local e deixado objetos como flores, fotos e mensagens. Turistas de lugares como África do Sul, Canadá e até mesmo o Brasil ignoraram o trânsito e visitaram o túnel, que se tornou uma espécie de monumento informal da princesa.
Diana se transformou em um ícone. Ela era linda, o tempo passou, mas ela continua em todos os corações. Os filhos de Diana se parecem com ela. Fazem doações, são calorosos, e nunca foi criticada por seu papel de mãe.
A morte prematura de Diana, de seu namorado, o empresário egípcio Dodi al Fayed, e o motorista, Henri Paul fugindo de paparazzi que ameaçavam a paz do casal, que tinha acabado de jantar, a partir desse episódio, a popularidade da família real jamais foi a mesma. Muitos escrevem, especulam, mas ela jamais será esquecida.



Uma das jornalistas mais famosas do mundo escreveu o que é considerada a melhor biografia da princesa Diana. Após 15 anos da morte de Lady Di, Tina Brown, também amiga da Princesa de Gales, contou vias Tv, a Bruno Astuto algumas curiosidades que envolveram a vida da beldade: “Pouco antes de morrer, a princesa abriu o coração e disse que estava muito sozinha, porque, naquele mês, os filhos ficariam com o marido”. “Diana era uma mulher muito possessiva, principalmente, com os filhos. Ela iria se sentir muito orgulhosa com o casamento de Willian, porque ele e Kate se amam de verdade. Um amor que ela não conseguiu viver”, opinou a jornalista. Em relação ao Príncipe Harry, que saiu nu em fotos de farras em um hotel recentemente, ela disse: “Ele não tem mais 15 anos e essa festa toda precisa parar”. Tina comentou que a Rainha Elizabeth não era má com a princesa. “A alteza, inclusive, ajudou Lady Di a superar a tristeza. Ela foi educada para não demonstrar sentimentos”, argumentou.  E vai fazer uma fundação aqui no Brasil.
A inglesa naturalizada americana Tina Brown foi homenageada na terça-feira, 27, com um jantar na casa do publicitário Nizan Guanaes e de sua mulher, Donata Meirelles, em São Paulo. Publisher do site The Daily Beast e da revistaNewsweek, ela fez história em suas passagens pelo comando de publicações como a Vanity Fair e a The New Yorker e é autora de uma das mais completas biografias da Princesa Diana. A próxima edição da Women in the World Summit acontecerá em São Paulo, no dia 4 de dezembro. Um fórum que debate a condição da mulher em todo o mundo, ancorado na fundação criada por ela, a Women in the World’. “Embora a situação das mulheres tenha melhorado nas últimas décadas, há ainda muito o que se fazer, não só na África ou no Oriente, mas também no Ocidente. Quero procurar 200 mulheres brasileiras que sirvam de exemplo como força-motriz em prol do bem da sociedade”, disse ela. Tina convidou Glória Maria para ser mestra-de-cerimônias do fórum. No jantar, de lugares marcados, decoração assinada pelo florista Vic Meirelles, circularam nomes como: Ricardo Steinbruch, Paulo Malzoni e Ana Maria Diniz, Marilia Gabriela, Cristiana Lobo, Daniela Falcão, Patrice Etlin, Zulaiê Cobra, Tarek Farahat, entre outros. A promoter Licia Fábio foi às lágrimas com os discursos de Nizan como “exemplo de sergipana que sofreu e venceu todo tipo de discriminação, a começar por ser mãe solteira e nordestina”. Foi aplaudidíssima pelos poderosos presentes. Ela movimenta a vida noturna baiana.
Donata Meirelles, diretora de estilo da Vogue, e Nizan Guanaes abriram a Casa Amarela para homenagear Tina Brown, criadora da Women in the World que conta com o apoio de nomes como Diane von Furstenberg, Donna Karan e Meryl Streep. Nizan é amigo de Tina, apoia os eventos da fundação através da sua agência Africa, e anunciou a primeira edição do Women in the World Summit (encontro promovido pela organização) no Brasil, no dia 04.12. 




Presença dos Reais, da Rainha Elizabeth II e sua família na "Arena Olímpica" para presidir a abertura da 14ª edição dos Jogos Paraolímpicos. A linda Duquesa de Cambridge e seu Príncipe William. A princesa Anne e o príncipe Edward. Príncipe  Albert de Mônaco e sua esposa Charlene, David Cameron e Samantha e muitos famosos como a Infanta Elena do Equador, vice-presidente Lenin Moreno, a primeira-dama da Colômbia Maria Clemencia Rodriguez, e do México, Margarita Zavala, e o ministro do Esporte, Aldo Rebelo.. A rainha chegou com o presidente do Comitê Paraolímpico Internacional, Sir Philip Craven, e como sempre, deu o jogo aberto com um breve discurso, que foi traduzido simultaneamente com a linguagem gestual e a soberana recordou a figura do Dr. Ludwig Gutmann, fundador do movimento paraolímpico na cidade de Stoke Mandeville Inglês há 64 anos.
Com atletas e público recorde, com quase todos os bilhetes vendidos. Embora os atletas fossem o foco do encontro, dividiram o centro das atenções com o cientista britânico Stephen Hawking, que sofre de esclerose lateral amiotrófica que o mantém quase completamente paralisado, mais Isaac Newton e Peter Higgs, autor da teoria do bóson de Higgs.
A cerimônia, liderada por Jenny Sealey e Bradley Hemmings intitulada "Ilustração (Enlightenement em Inglês)", começou pontualmente às 19h30, com o cientista Stephen Hawking fazendo um pequeno discurso no centro do estádio sobre a origem o universo. "Nós vivemos em um universo regido por leis racionais que podemos descobrir e entender. Olhe para as estrelas e não para baixo, nos seus pés. Tente entender o que você vê e pergunta o que faz com que o universo exista. Seja curioso", Hawking, com uma lua gigante sobre ele.
Um "Big Bang" de fogos de artifício explodiu em torno do cientista abrindo caminho para a primeira parte da cerimônia com a heroína do romancista Inglês William Shakespeare, Miranda, em uma cadeira de rodas acompanhada por seu pai, Próspero, interpretado por Ian McKellen. Seguindo o conselho de Hawking ser curioso, Miranda descobriu através de uma maçã gigante olho de Isaac Newton, num livro com a Declaração Universal dos Direitos Humanos e uma bola pulsante representando o bóson de Higgs.... como o estádio que tornou-se um acelerador de partículas. Na fase final da cerimônia, Miranda continuou descobrindo o universo confiado a Hawking, levou à tocha ao estádio que terminou sua turnê no tempo após acumular até duas horas no final do dia em sua jornada através de Londres.
Em uma virada dramática, o soldado Joe Townsend, que perdeu as duas pernas na guerra do Afeganistão, voou com a distância entre a tocha Paraolímpicos Orbyt na torre e do estádio onde os britânicos cederam ao jogador de futebol  cego David Clarke, que entregou com a ajuda de um guia, o relé último a Margaret Maughan, o primeiro britânico campeão paraolímpico caldeirão de ouro, que vencendo, acendeu o mesmo utilizado nos Jogos Olímpicos e, com o fogo sagrado de acender novamente a capital britânica. A cantora Beverley Knight encerrou a cerimônia com os fogos de artifício iluminando o céu escuro Londres. 
Como nos Jogos Olímpicos de Londres, a mesma pira olímpica foi reacesa. Coreografia para lembrar os direitos de todos. A ex-arqueira Margaret Maughan conduz a chama olímpica. A performance do artista é emoldurada pela Lua.  Uma das cenas do show de abertura: o guarda-chuva vira um barco a vela. Um cadeirante desliza sobre fios suspensos no ar. O ator britânico Ian Mckellen, conhecido por papéis no cinema como Magneto, de 'X-men', e Gandalf, de 'Senhor dos anéis' participou da cerimônia. Acrobacias tiraram o fôlego da platéia. E encheram de cores e efeitos especiais a arena olímpica de Londres.  
Me emocionei do começo ao fim...




15 ANOS SEM DIANA.... SDS....





Era dia 31 de agosto de 1997, quando anunciaram a morte de Diana no túnel em Paris. Eu e o mundo ficamos chocados com a notícia. Um acidente de trânsito matou a princesa carinhosamente conhecida como a "Princesa do Povo", com apenas 36 anos de idade, ao lado de seu companheiro Dodi Al Fayed. 



Durante semanas, os portões do Palácio de Kensington, onde ela viveu, se transformaram em um altar improvisado, onde milhares de cidadãos depositaram buquês e mensagens de amor. E a lenda ainda existe, que Diana esta viva nos últimos 15 anos no coração de sua família e, especialmente, de seus filhos.  



1997 = O funeral histórico. No dia 6 de setembro, mais de dois milhões de pessoas foram às ruas de Londres para dar seu último adeus. Assumiu um dilema institucional, porque desde o divórcio ela já não era um membro da família real, mas para as pessoas, ela sempre foi e será a sua princesa. O cortejo fúnebre deixou o palácio de Saint James para a Abadia de Westminster liderada pelo duque de Edimburgo, o príncipe Charles, irmão de Diana, Charles Spencer, e príncipes William (15) e Harry (13), devastada pela perda da mãe. 1998. Althorp House, o lugar de descanso da princesa. Local dos restos de Diana, a casa onde ele cresceu. O mausoléu, está localizado no The Oval, uma pequena ilha artificial no bosque da residência de Spencer e rodeada por um belo lago. Seu irmão Charles Spencer cresceu ali, local do túmulo de Diana e ao longo dos anos transformou esta casa em um verdadeiro museu, que a cada ano recebe milhares de visitas e assim o espírito de Diana vai viver para sempre. Desde 1998, este lugar tem as suas portas abertas ao público e começou a "febre Diana" e com ela veio a lenda.  



Os Príncipes William e Harry, protegidos por seu pai durante os primeiros anos após a morte de sua mãe. As aparições públicas dos príncipes eram estritamente oficial.  Protegidos pela família, especialmente pelo pai, que tentou passar o tempo, tanto quanto possível com eles e pedia aos repórteres que não fotografassem. Assim enfrentaram a morte de sua mãe e aprenderam a viver com a sua ausência. Nas imagens, William e Harry participam da tradicional Missa de Natal de Sandringham; uma das poucas fotos deles ao longo dos anos. Na esquerda, William com seu braço engessado, e abaixo, Harry e Charles assistindo uma das primeiras aulas práticas de condução de Guillermo. 



2000 = a ETERNA Diana, um mito. Moedas em sua memória, selos que levam seu nome e dezenas de monumentos e estátuas do recall, algumas delas improvisadas, como a chama que na Estátua da Liberdade no túnel da Alma, em que ele perdeu a vida e onde sempre há imagens de Diana e bouquets. 



Guilermo E Harry, nos seus primeiros dias de escola e formatura. Sem Diana que acompanhava os filhos no inicio de seus dias de escola. Em 2001, William participou de seu primeiro dia de aula na Universidade de Saint Andrews, onde estudou História da Arte e Geografia e conheceu a mulher que se tornaria sua esposa, Catherine Middleton.



A investigação do acidente após a morte de Diana, surgem teorias conspiratórias e tablóides pegando todos os tipos de depoimentos sobre o acidente que acabou com sua vida. Em 2002, William e Harry firmemente pediram para parar de falar sobre o acidente de sua mãe e de sua vida. No início deste ano, a Família Real voltou para a Abadia de Westminster para assistir a um funeral, a rainha mãe. Dois anos depois, no início de 2004, as primeiras falas sobre o terrível acidente, causado porque o motorista perdeu o controle do veículo enquanto andava bem acima do limite de velocidade e sob a influência de álcool. Após esta pesquisa foi realizada outra solicitada por Al Fayed, pai de Dodi, que sempre defendeu que foi um acidente infeliz, mas nunca foi capaz de provar sua teoria. À esquerda, Mohammed Al Fayed, cercado por fotógrafos.



Exposições e leilões relembrando Diana de Gales, e, uma das mais visitadas está em Althorp, no Palácio de Kensington, que era a sua residência, onde estão muitos de seus vestidos memoráveis.  Um dos mais completos foi o que abriu as portas em 2009, na Filadélfia, seu vestido de casamento. Objetos de Diana não só em exposições, mas também leilões, como o da Christie logo após sua morte, ou seu vestido de seda e veludo azul do designer Victor Edelstein; o que ela dançou com John Travolta em um jantar na Casa Branca em 1985, e que arrecadou € 560.000. Também seus retratos, clicados pela câmera de Mario Testino seu grande amigo. 



Veio a vida de seus filhso no Exército. Seguindo os passos do pai, Charles, William e Harry, ambos receberam treinamento militar e formaram fileiras no exército britânico. Pequenos em uma missão no Afeganistão. Ambos formados na Real Academia Militar de Sandhurst e depois ao Household Cavalry do Blues & Royals. William passou a servir na Marinha Britânica (Royal Navy) e da RAF (Royal Air Force (RAF) e, finalmente, tornou-se em Setembro de 2010 piloto das Forças Pesquisa e Salvamento do (RAF Royal Air Force).


2006 = A memória de Lady Di permanece em Hyde Park, graças ao poder que foi construída em sua memória. A primeira pedra foi colocada em 2003 e foi uma grande amiga dela, Rosa Monckton, responsável por lançar a pedra fundamental. É uma fonte circular no coração do principal parque de Londres desde a sua inauguração, com a presença da família real e foi dirigida por Elizabeth II, onde milhões de pessoas atualizam a cada ano. 2007 = ocasião do décimo aniversário da sua morte. Coincidindo com a data em que seria seu aniversário de 46 anos. Seus filhos foram os anfitriões de um concerto de caridade no estádio de Wembley, por músicos como Elton John, Rod Stewart, Tom Jones ou Andrea Bocelli, e onde eles desfrutaram cercado por seus amigos. "Ela será sempre lembrada por seu trabalho social. Mas para nós, seus filhos, ela era simplesmente a melhor mãe do mundo. William e eu podemos dividir nossas vidas em duas partes: os anos em que tivemos a felicidade de desfrutar a presença ao nosso lado tanto de nossa mãe e pai, e os 10 anos após a morte de nossa mãe ", disse sem poder esconder a emoção.



William e Harry são muito próximos e sua mãe teria muito orgulho deles. Além de irmãos são os melhores amigos e compartilham hobbies, como pólo, carpooling, trabalham juntos em solidariedade e também decidiram ir para a carreira militar. William e Harry, são herdeiros do carisma de Diana com crianças. Durante seus atos oficiais, com naturalidade e simplicidade, ganham o carinho das pessoas. Há muitas imagens deles nos últimos anos lembrando a Princesa de Gales. Como a criança em seus braços durante uma visita de solidariedade, pois as crianças da princesa continuaram sua trabalho humanitário e tem uma base de apoio, que também se juntou a Duquesa de Cambridge. 



2010. Mudanças de mão do anel de Diana. Depois de anos de especulação sobre a data do casamento do príncipe William e Catherine Middleton, em 16 de novembro, Catherine mostra o anel de noivado o mesmo da princesa Diana. Um anel com uma safira de 18 quilates de impressionante cor azul, rodeada por 14 diamantes pequenos. 2011. O casamento de seu filho mais velho. Esteve ausente, mas estava presente nos corações de todos. O casamento real do duque e da duquesa de Cambridge foi um dia em que o espírito da princesa era muito presente. Abadia de Westminster, o mesmo lugar onde sua família deu-lhe um último adeus. 




2012 = seus filhos como príncipes, orgulho de Diana. Este ano Londres vestiu-se para comemorar 60 anos no trono da rainha Elizabeth II e os Jogos Olímpicos e entre os membros da família real, voltou a salientar a os filhos de Diana, que têm todo o carinho do povo e cada dia tem mais peso dentro da família real, como no caso de Harry, cuja dívida cresceu muito no ano passado e cumpriu perfeitamente com seu papel de príncipe....
E o resto o futuro dirá....







No super papel no filme The Wolf Of Wall Street dirigido por Martin Scorsese. Em seu mais chocante papel como Jordan Belfort, um ex-corretor de bolsa de valores. “Muitas cenas de sexo ilícito que envolvem quatro homens e duas mulheres, Leo aparece com outros corretores completamente fora de si devido às drogas. Cocaína e calmantes terão muita presença no longa”, uma fonte ligada ao jornal The New York Daily News  disse. Roteiro baseado nas memórias de Jordan Belford, que mostra suas vitórias e derrotas como um corretor festeiro que acaba preso em 1998 por fraude e lavagem de dinheiro.
O filme mostra Leonardo em uma vida de festas (como na vida real) e a equipe está à procura de mulheres que não se importem em tirar a roupa diante das câmeras.
“Haverá uma cena em um escritório com um grupo de prostitutas durante uma pausa do trabalho. Eles estão no processo de escolher muitas modelos bonitas, que não se importem com a nudez. As mulheres têm que ser bem gostosas”, fontes do site The Insider adicionaram.
O filme começou a ser rodado no distrito financeiro em Nova Iorque na semana passada, 25, e tem sua estreia prevista para 2013. 

COISA DE VAMPIROS...





Vai ver que ficou energia das gravações da saga..... Após uma longa ligação, a bonitinha pode ter conseguido o que queria. Robert Pattinson seguiu em frente após ser traído por Kristen Stewart, mas a história entre os ex-namorados vampirinhos não acabou. Os dois ainda não se encontraram desde que as fotos de Kristen com Rupert Sanders pipocaram na internet. Os fuxiqueiros de plantão, insistem que eles irão se encontrar em breve. Ela pediu ajuda ao Tom Sturridge, o melhor amigo de Rob, para reconquistá-lo. Kristen ficou uma hora no telefone com o astro de Crepúsculo e o convencido a se encontrar com ela.
Ela implorou para encontrá-lo cara a cara para poderem conversar”, disse uma fonte à revista LOOK, “Kristen está conseguindo o que queria e ele concordou em vê-la”..... “Ele admitiu que isso deve ser pior para ela porque ela não está apenas lidando com um coração partido, mas retratada como a vilã, enquanto ele ficou com toda compaixão”.
Nas primeiras duas semanas, ele estava afogado em sua própria dor, mas foi forçado a enfrentar as pessoas enquanto fazia a promoção de Cosmopolis“, disse um amigo do ator à publicação, “E ver como as pessoas estavam bravas com Kristen, fez com que ele ficasse triste por ela”.
Segundo a revista, se Rob decidir voltar com Kristen, ele irá estabelecer algumas regras para o namoro dos dois, como passar mais tempo juntos entre as filmagens e ficar mais tempo em Londres ao invés de Los Angeles.
Os dois não marcaram a data do encontro ainda, mas Pattinson quer que seja em um local privado. De qualquer forma, eles irão se ver na pré-estreia "Amanhecer Parte 2", em novembro.






O ator é visto muito magro e todos conhecem a fera pelo corpo atlético e sarado. Aliás, boa escolha da top brasileira Camila Alves. O Matthew McConaughey de aparência abatida e bem mais magro, perdeu peso de propósito para poder interpretar seu próximo personagem do filme The Dallas Buyers Club. Ddrama real sobre a vida de Ron Woodruff, um eletricista de Texas que contrai o vírus HIV nos anos 80 através do uso de drogas.
Após ser diagnosticado com AIDS, os médicos contaram a Don que ele tinha apenas seis meses de vida. Decidido a salvar sua vida, Woodruff se tratou com medicina alternativa, traficada ilegalmente do México até os Estados Unidos. No meio do ano, o ator Matthew McConaughey revelou que ele precisa perder bastante peso para começar a filmar o longa. As filmagens estão marcadas para meados de setembro.
“Eu não vou aparentar saudável quando chegar a hora das filmagens”, disse ele no programa de Larry King.
Ele também revelou que ele não estava perdendo peso com uma dieta que passa fome, “Na verdade, é um pouco de limpeza espiritual e mental”.
McConaughey ainda precisa perder um pouco mais de peso, já que ele engordou alguns quilinhos para continuar, atualmente, as gravações do longa de Martin Scorsese The Wolf of Wall Street, cujo elenco também é formado por Leonardo DiCaprio e Jonah Hill.

JOHN GALLIANO PROCESSA A DIOR...





John Galliano, despedido pela marca Dior em Março de 2011 devido às declarações anti-semitas feitas num bar ao pé da sua casa, em Paris, está exigindo uma indenização de 15 milhões de euros à marca. 
O estilista britânico alega que a casa Dior não está cumprindo as cláusulas contratuais, e levou o assunto a tribunal, e a audiência está marcada para 4 de Fevereiro do próximo ano, em Paris. Ele não suportou a ordem do Governo francês retirando a Legião de Honra que fora atribuída ao estilista, em 2010, pelo então presidente francês Nicolas Sarkozy.

FUXICO HARRY LONGE DE ACABAR...






O site Radar Online, afirma que houve cocaína na festa do príncipe Harry. 
Segundo a publicação, existe um vídeo da festa, feito por um convidado, que mostra tudo o que aconteceu no quarto do príncipe nu: «Muita coisa aconteceu naquele quarto de hotel. As pessoas que têm o vídeo estão tentando ser o mais discretas (sic) possível. Com a dimensão que as fotos tomaram, pode valer uma fortuna. Se for tornado público, será o maior escândalo da família real de todos os tempos», avançou uma fonte próxima do príncipe. 
Esta mesma fonte afirma ter circulado droga na festa, apesar de referir que não viu Harry a usar qualquer substância ilegal.... 
«As coisas ficaram bem loucas na suíte do príncipe Harry naquela noite. Todos beberam e algumas pessoas usaram drogas. Algumas usaram cocaína... Havia ainda pessoas que tinham consumido cogumelos alucinógenos e fumado droga. Foi por isso que ninguém falou abertamente sobre a festa... Não querem estar envolvidos em coisas ilícitas», acrescentou.

REYNALDO GIANECCHINI MUDA VISUAL





Mudou os cabelos encaracolados por causa de uma produção fotográfica.  A assessora do ator partilhou várias fotos da mudança de look do ator. Nelas, Reynaldo Gianecchini aparece com o cabelo molhado e esticado pelas mãos do cabeleireiro Max Weber.





Função das mais importantes dentro de um salão de cabelereiro. É o que sabe tudo do que faz. São os especialistas dentro da área, se dedicam à profissão aprofundando conhecimentos. A coiffure vem ganhando um grande número de profissionais que se dedicam exclusivamente a esta especialidade. Mercado disputado o dos profissionais especializados única e exclusivamente em colorir, descolorir, fazer mechas e personalizar as cores. Eles complementam o trabalho dos hairstylists - cabeleireiros especialistas em corte e penteado.
Tive a oportunidade de vivenciar algumas horas nas mãos do colorista Flavio consultando seu primeiro diagnóstico, e senti sua segurança, super preciso em prosseguir com um tratamento. Um jovem que cresceu e evoluiu em sua profissão. Na verdade, descoberto pelo Wanderley Nunes que sabe tudo sobre beleza, master em atender famosos em suas muitas unidades.
Equipe é isso. O profissional é testado pelo proprietário que dá a nota final após apresentação com algumas modelos. Sorte nossa porque como cliente de um salão, sendo atendida por um profissional que faz o diagnóstico, o passo seguinte é encaminhar ao colorista, para que dê a opções que possa mudar ou valorizar seu visual.


Um dia no Studio W do Iguatemi


O Flavio foi convidado para trabalhar na Europa dentro de um cruzeiro de estilistas em um navio onde se apresentava. Ficou quatro anos trabalhando em Londres, fez inúmeros cursos e o que é mais difícil, muitos amigos. “Não é fácil fazer amigos na Europa. Não porque eles sejam frios, mas são fechados e precisam conhecer muito bem a pessoa para abrir a guarda”...... “Fiquei durante o primeiro ano trabalhando, fazendo clientes para depois disso ser reconhecido,  e hoje posso chegar na casa dos parceiros do salão a qualquer hora dizendo que vou ficar um tempo na casa dele”..... “Na Europa existe maior aceitação quanto a criação dos cabelos. Podemos brincar mais, colocar cores diferentes, cortes, etc. No Brasil é a cliente que decide o que ela quer fazer. Podemos sugerir, mas a pessoa segue seu próprio instinto e gosto”..... “Como colorista sabemos que o cabelo na Europa é bem mais fino que os cabelos do Brasil que são bem grossos. E isso interfere na hora de colorir ou criar alguma coisa nos cabelos. Tanto é que as brasileiras sentem a diferença do peso nos cabelos quando estão fora do país. Vivemos aqui em um país tropical, muito sol, calor e a cor sente as mudanças.....”
O que eu senti no Flavitcho - - como Wanderley o chama - - foi o profissionalismo em cada ato ou explicação, porque durante o tempo das mudanças no visual, fui perguntando sobre vários assuntos, principalmente sobre os cursos que no caso dele é um privilégio estar no Studio W, porque Wanderley sempre contrata ótimos profissionais em várias áreas para dar curso ao seu grupo na academia dele.
Na Europa, algumas academias trabalham os seus cursos por módulos de especialidades e vêm obtendo sucesso, visando, inclusive, o trabalho em equipe. No Brasil, os salões que adotaram este conceito aumentaram sua clientela e, conseqüentemente, a lucratividade. Criam um sistema imbatível, com qualidade de atendimento e melhor rendimento. Modificar um sistema de trabalho, exige espaço, mudança administrativa, melhor preparação do profissional, cursos e treinos e o principal, que é o trabalhar em equipe.
Posso dizer que Wanderley acertou em cheio contratando o Flavio, especialista em coloração com disponibilidade para criar inovações na mistura de cores, nas técnicas de mechas, personalizando o trabalho de cada cliente. Esta antenado com as novidades do mercado relacionadas especificamente com o seu trabalho. Esta especialidade abre as portas dos melhores salões para os coloristas, parceria muito bem recebida.  Coisa rara.





Vai até o dia 2 de setembro. Grandes homenagens ao arquiteto Oscar Niemeyer e ao Brasil. Participação de oito artistas brasileiros: Adriana Varejão, Vik Muniz, Carlito Carvalhosa, Thiago Rocha Pitta e mais 70 artistas de 15 países que participam do evento. Paulo Coelho é o patrono da mostra. Paulo Sergio Niemeyer lançará no festival a chaise ‘Rio’, uma homenagem ao Rio de Janeiro inspirada nas formas do Pão de Açúcar. 
O evento St. Moritz Art Masters chega a sua 5° edição, e transforma o local em galeria de arte à céu aberto, desde o dia 24 de agosto. A St. Moritz Art Masters teve o Brasil como tema central, e um dos expoentes é Vik Muniz. Um dos artistas brasileiros mais conhecidos no exterior. Suas obras podem ser encontradas em importantes acervos. Em 2012, o evento e tem o Brasil como tema central,  apresentam no vilarejo alpino obras e instalações em espaços diversos como igrejas, galerias, praças públicas ou garagens subterrâneas.  
A entrada é gratuita para os visitantes e turistas na região. O paulistano com residência no Rio de Janeiro e Nova Iorque fala sobre a importância da arte brasileira e sobre trabalhos mais recentes. “Acho difícil falar que existe uma arte brasileira. É como dizer que a banana vem de Honduras. Com a globalização, o que aconteceu nos anos 1990 é que se criou um mercado internacional e virou instituição nas escolas de artes. Houve um aumento do número de feiras e bienais. Isso forçou um consenso do que seria uma arte internacional. Você pode ver que a produção brasileira hoje em dia está extremamente voltada para um mercado global. O Brasil é um dos países que, mesmo tendo um governo que não dá a mesma atenção para as artes plásticas como os países europeus e onde não existem programas para as artes plásticas, tem muitos artistas importantes no exterior. E não necessariamente eles estão fazendo arte que reflete uma identidade brasileira.”.... “Eu sou um artista internacional. A maneira como aprendi a ver o mundo, é influenciada pela minha criação no Brasil. Hoje tenho cinquenta anos e na época da ditadura ainda era um adolescente. Isso permeou muito a minha percepção das coisas. Na ditadura era um momento em que a gente não podia dizer o que queria e não podia confiar naquilo que era dito. Isso cria um conceito de elasticidade metafórica muito grande: você entende que para dizer as coisas tem dizê-la de diversas maneiras. Veja as canções do Chico Buarque! A música provou muito isso. Você começa a ficar cínico em relação à informação oficial. O meu cinismo em relação à informação, a maneira como questiono todas essas coisas, junto com essa abertura que tenho para tudo, são características fundamentais da minha produção e que vem diretamente da minha criação no Brasil. Mas não tento ilustrar nenhuma brasilidade no meu trabalho, apesar de trabalhar com imagens essencialmente brasileiras...
No documentário "Lixo Extraordinário", trabalho artístico com catadores de lixo em Duque de Caxias..... “Aquilo podia ter acontecido no Brasil como na Índia, México, Rússia ou qualquer lugar onde esse tipo de ambiente é possível. O fato de ter ocorrido no Brasil me permitiu transcender um pouco alguns aspectos muito superficiais, de olhar o lixão como lixão, e penetrar um pouco mais na parte mais sensível do assunto, que é falar da sensibilidade da arte. Aquilo é um problema mundial... “Eu queria uma relação menos de ilustração com o problema ou de denúncia. O lixão era um lugar onde as pessoas viviam do lixo, do material reciclado, e o que tentei ilustrar era a possibilidade de mostrar uma dinâmica sensual de riqueza humana através da arte, independente do contexto social e econômico. Qualquer pessoa, mesmo se nunca visitou um museu, se nunca pegou um lápis para desenhar coisa nenhuma, é suscetível ao efeito que a arte pode trazer. O filme é uma espécie de ode ao poder da arte na vida de qualquer um. Para mim isso foi muito importante.”...
Em St. Moritz, lugar mundano repleto de milionários e colecionadores de arte...... será que essas pessoas compartilham a sua visão intrínseca da arte ou estão apenas investindo ao comprar um dos seus trabalhos..... “Acho que se fosse só pelo lado do dinheiro ninguém compraria arte. É lógico que isso cria vantagens, mas justamente para quem acredita. Grandes colecionadores são grandes amantes, pessoas que se interessam e estudam o assunto, pois senão você não consegue ganhar dinheiro com isso. É difícil imaginar um colecionador que só vê na arte o investimento. Na Suíça, onde está concentrado um grande número de colecionadores importantes, um lugar notório de colecionismo e essa coisa independente da relação com a arte, as pessoas são muito cultas e aprofundadas. O Brasil está começando a se formar uma classe de colecionador com esse nível. É recente. Eles não compram por moda ou porque o galerista falou que é bom. Eles vão se interessar, estudar, tentar entender, contatar o artista e ler os livros. E daí eles vão querer ter uma obra em casa. No momento em que você acha que aquilo é bom, torna-se um investimento pessoal que se torna também um prazer. Mas é preciso acreditar. “... 
As pessoas falam que a arte é cara. É cara, pois a arte é para todo mundo. Os museus e as galerias mostram arte de graça. Mas para tê-la em casa custa dinheiro. Hoje em dia o valor de uma obra de arte está muito mais sujeito às manobras de marketing.”.....
Em meio à crise do euro muitos analistas consideram que o investimento na arte é uma forma de assegurar o patrimônio. Com os movimentos econômicos dos últimos seis anos, a arte mantém um aspecto muito alto em termos de investimento. Trata-se do maior mercado ainda sem nenhum tipo de regulação.





Esta causando no mundo todo a capa da revista espanhola, retratando a primeira-dama dos Estados. Hostilizada pela mídia norte-americana. 
Michelle estampa a capa da última edição da “Magazine de Fuera de Serie”, descrita como uma “neta de escravos, e senhora da América” pela publicação. 
A montagem é da artista plástica Karine Percheron-Daniels, inspirada na obra de Benoist que faz parte do acervo do Museu do Louvre. Quadro exibido seis anos após a abolição da escravatura na França, com o intuito de simbolizar o poder e a emancipação das mulheres negras.






Mas os herdeiros não dão folga para Liliane Bettencourt. 
Foi obrigada a vender a sua ilha particular no arquipélago de Seychelles, no oceano índico. A propriedade, D’Arros, era o lugar favorito de Liliane desde 1997, adquirida ao precitcho de US$ 18 milhões. 
Em 2010, a ilha virou notícia por não fazer parte da declaração de bens de Liliane. E agora, periga para a maior acionista da L’Oréal, se tornar o pivô de um esquema de evasão de divisas que envolveu até o ex-presidente Nicolas Sarkozy.



E a danada não perdeu dinheiro com a venda. O comprador – uma ONG ambiental que pretende transformar o local em uma reserva ecológica – pagou mais de US$ 70 milhões pela ilha, incluindo os custos legais.






Do “Huffinton Post”.  Ela publicou uma matéria a seu respeito pelo site de notícias. Trump recorreu ao Twitter para se queixar: “Arianna Huffington não é atraente nem por dentro e muito menos por fora,” escreveu o bilionário, que classificou como “uma boa decisão” o fato de que o ex-marido da jornalista, o político Michael Huffington, terminou o casamento com ela em 1997 para namorar um homem. “Dá pra entender ele” Trump tuitou..... 
Não é a primeira batalha dele. Outras públicas com a apresentadora Rosie O’Donnell e com a atriz Tilda Swinton.






Os dois negam, mas Victoria Beckham estaria péssima, de acordo com o “Daily Mail”, principalmente pela possibilidade de os boatos chegaram aos ouvidos de seus filhos. Katherine, popular entre os britânicos, usou o seu perfil no Twitter para negar os rumores. “Gostaria de negar categoricamente por aqui a informação de que eu estaria vivendo um affair com David Bekcham. Eu só o encontrei duas vezes na vida, em situações sociais e nunca estive sozinha com ele ou marquei algum encontro. Meus advogados já foram acionados”, disse Katherine... 
O site “RadarOnline”, conta a festinha que rolou no Hyatt Regency Hotel de Vancouver, no Canadá. O PODEROSO BECKHAM esteve participando de uma partida do Los Angeles Galaxy: “David apareceu na festa, na presença dos outros jogadores e de suas esposas, com apenas uma toalha na cintura! Foi sexy e gentil com todos.” Ninguém registrou o momento, já que os seguranças de Beckham, estavam sempre a postos... alôo ao Harry que a segurança falhou...






Chega aos seus 40 anos nesta quarta-feira. Eleita recentemente pela revista “Forbes” uma das atrizes mais bem pagas de Hollywood em 2012: “Quanto mais eu envelheço, mais me sinto feliz. Estou mais segura, me conheço melhor e consigo me conectar melhor com as pessoas”, disse ela em entrevista à rede NBC norte-americana. 
Ela lançará em 2013 um livro sobre saúde e qualidade de vida, e também aparecerá no cinema com o drama, “The Counselor”, de Ridley Scott.

MARTÍN CHAMBI NA FASS






A Galeria FASS apresenta uma série de 24 imagens inéditas do fotógrafo peruano Martín Chambi (1891-1973), até o dia 20 de outubro. Apontado como o primeiro fotógrafo indígena latino-americano. Selecionado pelo seu neto, Teo Chambi, o conjunto de imagens é exibido pela primeira vez no Brasil. Paisagens do Peru e retratos, realizados de 1927 a 1943. De origem camponesa, Chambi teve como mestre na fotografia Max T. Vargas, um célebre fotógrafo de Arequipa, que também o auxiliou em sua primeira mostra.
A pesquisa resulta em uma grande exposição no Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA), em 1979, que circula por museus e universidades americanas, passa também pelo Canadá e termina na Photographer’s Gallery, de Londres.
Em 1981, é organizada outra importante mostra de Chambi, que circula por Zurique, Berlim, Madrid e Rotterdan. Em 1984, uma mostra similar a esta, é apresentada em Veneza, por Juan Carlos Belón, que pontua a obra de Chambi como um dos paradigmas da ficção da fotografia documental.
Segundo seu neto, Teo Allain Chambi, fotógrafo e diretor da fundação que cuida da sua obra, Martín Chambi é o primeiro fotógrafo de sangue indígena a retratar seu próprio povo com altivez e dignidade somadas a um altíssimo nível técnico, um olhar excepcional e um magistral domínio da luz.


 

Download por Bola Oito e Anderssauro